Com 12 anos de história, Maringá-PR quer viver a primeira Série C

Em sua quinta temporada naSérie D, o Maringá-PR tem como objetivo subir de divisão pela primeira vez. Invicto há oito jogos pela competição, o clube paranaense se classificou para a segunda fase com a campanha de vice-líder do Grupo A7, com 24 pontos, mesma pontuação do líder Patrocinense-MG – a vantagem dos mineiros se deveu ao saldo de gols.

Fundado em 27 de novembro de 2010, o Maringá avançou de fase pela segunda vez. A primeira foi na edição de 2018, na qual acabou eliminado pelo Caxias-RS.

Maringá completa 13 anos em 2023

ODogão, como é carinhosamente chamado pelos torcedores, disputou a Série D em 2014, 2016, 2018, 2019 e agora em 2023, ano que tem sido memorável para o time: semifinalista do Campeonato Paranaense, 3ª fase da Copa do Brasil e classificado para o mata-mata da Série D.

A atuação no Estadual já garantiu o Maringá na Série D e na Copa do Brasil de 2024. Maso Dogão tem o sonho de continuar crescendo e enfrenta o Camboriú-SC para avançar no campeonato. Após o empate em 0 a 0 no jogo de ida, as equipes decidem a vaga no próximo domingo (6), às 19 horas, no Estádio Willie Davids.

Maringá decide a continuidade na Série D no domingo contra o Camboriú

Eleito presidente do clube em 2020, João Vitor Mazzer exaltou o desempenho do Maringá neste ano e comentou que as metas traçadas pela direção foram não apenas atingidas como “potencializadas”, como a participação na Copa do Brasil. O clube paranaense enfrentou o Flamengo pela competição e saiu na frente da disputa por 2 a 0 em casa, o que gerou uma repercussão positiva para o time.

“Os objetivos traçados foram conquistados e potencializados. Mas a gente está com o pé no chão porque a maior meta do ano é a Série D. Não vamos ficar felizes com o que a gente construiu, se não tivermos a classificação para a Série C. E temos total consciência da dificuldade, porque são três mata-matas”, disse.

Maringá enfrentou o Flamengo pela 3ª fase da Copa do Brasil

A campanha dentro dos gramados é conduzida pelo treinador Jorge Castilho, no comando desde 2020 e que tem o maior número de partidas à frente do time. Ele comanda os treinamentos no CT localizado no Jardim Tóquio, em Maringá, e elogiou a estrutura oferecida pelo clube.

Xem thêm:  Fluminense e Bragantino iniciam a decisão do Brasileirão Feminino Binance A2 neste domingo (2)

“Temos uma estrutura sensacional de campos e de material. O clube nos dá uma condição muito boa para trabalhar e isso nos ajuda no dia a dia para que possamos ter os resultados esportivos que estamos tendo em 2023”, afirmou.

Jorge Castilho é o treinador com o maior número de partidas pelo Maringá

Para o duelo contra o Camboriú no domingo, Castilho enfatizou a importância de decidir o confronto em casa.

“Todo mata-mata, quando você faz o segundo jogo em casa, é importante. Empatar fora de casa no primeiro jogo, e o segundo ser diante de seu torcedor, aumenta as nossas chances de classificação. Até porque nós somos fortes dentro de casa e temos que mostrar a nossa força, já que estamos em busca do acesso”, ressaltou.

hong-bao
Bônus de até $
+120 GANHE ATÉ
Quero Bônus
+300
+500
+1200
+100
+750
$
APOSTAR AGORA R$500 GANHAR BÔNUS